Ema Brandão Artes Gráficas, Lda

Artes Gráficas Ramada | DESIGN - Guia do Estudante | Tipografias Caneças | Folhetos Publicitários | Guias de Transporte | Papel de Carta | Lisboa Portugal

Ema Brandão Artes Gráficas, Lda. É uma empresa que centra a sua actividade na fabricação de produtos gráficos nas áreas de concepção, criação e comercialização.

Actuamos nas áreas de pré-impressão, impressão, pós-impressão, corte e vinco e acabamentos.

Contamos com uma equipa motivada e experiente, profissionais sempre prontos e aconselhar e realizar qualquer tipo de projecto, mesmo os mais exigentes, com elevado grau de qualidade e rapidez, sempre com o mesmo objectivo final;

A satisfação de todos os clientes, Ema Brandão Artes Gráficas, Lda.

 

Venha visitar nos 

Produtos e Serviços

Produzimos todo o tipo de trabalhos gráficos:

*Cartões,

*Papel de Carta,

*Envelopes,

*Autocolantes,

*Folhetos Publicitários,

*Facturas,

*Recibos,

*Guias de Transporte,

*Cartazes,

*Convites,

*Blocos,

*Folhas de Rosto,

*Dipticos,

*Tripticos.


Contactos

facebook
Morada:

Rua Alves Redol, 24, Sub Cave - Esq
2620-213 Ramada-Odivelas

Região:

Grande Lisboa

Telefone:

219810160

Fax:

219810160

Telemóvel:

963293434

E-mail:

grafica_emabrandao@sapo.pt

Gerente:

Carlos Alberto Lima Brandão

GPS:

38.813364 -9.203032

Horário:

9h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00

Encerramento:

Sábado e Domingo

Website:

https://


Envie a sua mensagem

Fotogaleria: Opel Grandland X Hybrid 4 - Ciclo híbrido
A Opel inicia um novo ciclo com a introdução na gama de modelos do seu primeiro híbrido, recarregável, o Grandland X. A versão de tração integral e equipamento de topo Ultimate chega já em março.
Metade das autarquias dá isenções na derrama
O Fisco divulgou as taxas de derrama a vigorar em 2020 e não há grandes mudanças: 208 municípios (mais dois do que em 2019) exigem este imposto, mas quase metade desses permite isenções. Taxa máxima de 1,5% continua a ser cobrada por 135 autarquias do país.
Função Pública: pobres mas felizes
O Governo não tem dinheiro para pagar aos funcionários públicos e por isso oferece-lhes tempo. Mais férias, pré-reformas, conciliação da vida familiar com a vida profissional. É uma compensação que não vai ao défice e pode ajudar os funcionários a serem mais felizes. Mas trará isso melhores serviços públicos?